Contador grátis

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Presentes de natal nos correios

Fui colocar uma caixa no Correio e pela primeira vez observei as cartinhas de natal em uma agência da região central de SP. Percebi que muitas delas pedem mais que um presente, algumas colocam duas opções tipo um "tablet" ou uma "roupa", uma "bicicleta" ou um "calçado". Muitos querem patins, bicicletas, celulares e tablets. Eu até pensei em pegar uma, mas os pedidos estão altos demais para uma pessoa desempregada. Eu mesma não tenho um tablet, nem patins, nem bicicleta kkk... Mas olhei as cartas de novo, acabei escolhendo uma cartinha de uma menina de 9 anos que vai ganhar brinquedos, que são a terceira opção depois da bicicleta e dos patins. Ela quer algo da Moranguinho. Ela disse que o natal é divertido mesmo sem presente!

terça-feira, 15 de novembro de 2016

15 de novembro de 2016

Hoje meu pai completaria 66 anos, mas dia 13 agora completou quatro meses de sua morte.
Faz parte de quem eu sou "contar" o tempo que passou, contar numericamente, contar a jornada que passei no correr dos dias. (Jornal vem do latim 'diurnalis' - diário. Jornada vem de dia, o que acontece em um dia)
Hoje é seu primeiro aniversário sem você por aqui. Estou pensando se esse feriado vai ser como o Natal. Um aniversário sem aniversariante, no qual a parcela da humanidade criada na cultura cristã pensa no que a vida do aniversariante fez pela vida delas. No meu caso seria um feriado restrito a quem viveu e conheceu meu pai terreno rs, pensar o que a vida dele influenciou a vida de quem o conheceu. Para mim o 15/11 junto com o 04/04 de minha mãe resultaram no meu 23/05. É mais um dia para lembrar do barulho da chave dele pendurada no passante das calças de alfaiataria, que chamamos de calças "sociais", como se outras calças fossem "anti-sociais" rs. É dia de lembrar de quando eu estava com a chave na mão saindo de casa e ele dizia "olha, escuta" e dizia ou pedia algo antes que eu saísse. E eu me irritava por estar atrasada, hoje não tem mais você aqui, descobri que o verdadeiro incômodo é o silêncio da ausência. Engraçado que sua profissão fosse porteiro e tantas lembranças suas envolvam portas e chaves rs. Mas para mudar um pouco o assunto, lembro também que ele já me chamou de "rainha da teimosia" e querer hoje ter essa teimosia, não mais de um modo infantil, mas uma persistência de recomeçar e continuar batendo em portas, procurando chaves, janelas e novas portas na minha vida. Obrigada pai por todas as portas que abriu para mim!
Ocorreu um erro neste gadget

Which Grey's Anatomy Character Are You?